03 maio 2010

Sony Ericsson Xperia X10



Resumo:
O Sony Ericsson X10 é um super smartphone. De ecran táctil, funciona com sistema operativo Andróide e com interface desenvolvido pela Sony Ericsson, especialmente para o X10. Cheio de capacidades, mas muito fácil de utilizar. As características incluem um ecran gigante de 10cm (4 polegadas), câmara de 8.1 megapixeis, GPS, HSPA, memória interna 1GB, mais slot cartão SD e uma bateria com grande autonomia.





Maio 2010



O smartphone Sony Ericsson X10 é uma das super revelações de 2010



O que faz? Faz tudo! Recentemente analise o HTC Desire, outro smartphone Andróide, o qual foi descrito como sendo provavelmente o smartphone perfeito. Bem, o X10 veio para competir com o HTC Desire. Andróide é por certo o sistema operativo a escolher se quisermos o que há de melhor.



A Sony Ericsson demorou muito tempo a entrar no mercado dos ecrãs tácteis, tentando ultrapassar as dificuldades, primeiro com o X1 (s.o. Windows Mobile) depois com o Satio (s.o. Symbian). Dá impressão que a marca andou desesperadamente à procura de estratégia. Mas já não há motivo para preocupações, pois durante este período, a marca esteve ocupada no desenvolvimento de um equipamento a funcionar com s.o. Andróide.



O s.o. Andróide tem vindo a conquistar o mercado, pois trata-se de sistema operativo desenhado especificamente para as comunicações móveis, com todas as vantagens daí a retirar, nomeadamente produção crescente de aplicações, que também se tornarão disponíveis para o X10.



O que a Sony Ericsson (SE) fez foi adoptar s.o. Android com o seu próprio interface.



Assim quando inicia o X10, acede de imediato a um grupo de aplicações pré-definidadas, como contactos, fotos, Twitter ou Facebook, mensagens de texto e correio electrónico, não sendo necessário abrir a respectiva aplicação.



Todo o sistema fica disponível de imediato e funciona bem. É como se fosse um mini computador, mas desenhado para telemóvel.



Quanto ao aspecto físico, o X10 é grande, lá isso é verdade. Mas pesa o mesmo que o iPhone 3G S e só tem mais um milímetro de comprimento. Tem um ecran que remete o iPhone para segundo plano. É verdade, o X10 tem ecran de 4 polegadas, quando o iPhone tem de 3,5" e tem quase o triplo de pixeis. Tem o ecran maior que o HTC Desire e o Nokia N900. Torna o teclado virtual tão fácil que nos esquecemos que é virtual. O X10 suporta reconhecimento de escrita.



De facto, um ecran maior é melhor por todas as razões. É certamente melhor para ver as fotos tiradas com a câmara de 8.1 megapixeis. Esta camara tem auto-focagem, flash e zoom digital. Também têm reconhecimento inteligente de face, a qual não só actua com o funcionamento da camara, mas também com utilização do telefone, reconhecendo os rostos e associando à lista de contactos do telemóvel. Se atribuir um nome numa foto, o X10 vai reconhecer esse contacto nas restantes fotos em arquivo.

É verdade que a capacidade de detecção de rostos não funciona a 100%, mas na maior parte dos casos, funciona.



O ecran grande também é útil para navegar na internet e redes sociais.



O X10 não é walkman, mas reúne todas as características esperadas, incluindo uma ficha 3,5mm para os auscultadores. Também é possível usar auscultadores Bluetooth.



Vem com mapas Google integrados e cum licença limitada para o uso do software Wisepilot Turn-by-Turn. O ecran de grandes dimensões faz a diferença.



Um smartphone com todas estas características necessita de hardware adequado. O processador Qualcomm 1GHz Snapdragon é o mesmo que é utilizado no HTC Desire, um dos mais rápidos do mercado. Tem 1GB de memória interna e aceita cartões SD atém 16GB. A bateria tem capacidade 1500 mAh.





Existe algum item que tenha ficado de fora? Sim, alguns:

- não faz video chamadas

- não tem radio FM

Mas os utilizadores dizem que não fazem videochamadas e o radio está disponível através da internet.

Também a versão utilizada do Andróide é a versão 1.6 e não a última que é 2.1. É problema ? Provavelmente os especialistas notarão algumas diferenças, mas por outro lado, este é o telemóvel pretendido pelos especialistas.


Abreu Pires